quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Bolachinhas de cebola

Estas são umas bolachinhas ótimas para  servirem de aperitivo, para um convívio com amigos ou para simplesmente levar para a praia ,pois são bem fáceis de transportar e bem mais fáceis de comer.


























Receita tirada daqui, mas com algumas alterações minhas.

1 pacote de sopa de cebola
100 gr de manteiga
1 ovo ( precisei de usar 2)
50 gr de queijo ralado ( usei 100gr e acho que podia levar mais)
2 chávenas de farinha

Bater ( ou amassar) tudo até que se forme uma massa moldável ( usei a Bimy 30 segundos, vlcidade 5). Com a ajuda da colher de gelados ( acho este método prático e tem a vantagem de  todas as bolachinhas sairem do mesmo tamanho)  fazer pequenas bolinhas que se pincelam com uma gema e um pouco de azeite.
Devem achatar-se as bolinhas antes de irem para o forno ( esqueci-me ,mas gostamos delas assim).




Forrar um tabuleiro com o tapete de silicone e levar ao forno a 180º durante 20 minutos, ou até ficarem douradas ( depende dos fornos).



Espero que gostem.





segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Gelado de chocolate e amendoim

E como o tempo anda a pedir ( por aqui o calor e a humidade estão insuportáveis!!!),aqui vai mais uma receita de gelados, desta vez tirada da revista da Bimby.



Ingredientes:
100 gr de açúcar
80 gr de amendoim
100 gr de chocolate de culinária
100 gr de natas

Preparação:
Coloque no copo o açúcar, o amendoim e o chocolate e triture 10 segundos, velocidade 9.
Adicione as natas e programe 5 minutos, 60º, velocidade 2. Distribua por formas de silicone ( as minhas não são) e leve ao congelador ,no mínimo por 8 horas.
Desenforme no momento de servir.



 Com o calor da cozinha, estes começaram a derreter.  Fiz também uns de fruta (receita já publicada aqui) e que são os preferidos da minha filha.


Espero que gostem.



sexta-feira, 25 de Julho de 2014

Doce de ananás com pimenta

Já fiz este doce há imenso tempo e não sei por que razão ainda não o tinha partilhado aqui. Resolvi publicá-lo ao ver que estava a acabar e que era uma pena que não o experimentassem, pois é diferente ( por ser ligeiramente picante),mas muito saboroso. Parece estranha esta mistura de ananás com pimenta,mas foi precisamente esta "estranheza" que me suscitou interesse quando vi a receita no blogue da Rita, Cantinho Virtual da Rita. Fica delicioso com torrinhas ou bolachinhas salgadas, pelo menos é como eu o prefiro.



























Doce de ananás com pimenta:

1 ananás inteiro
3 pimentas ( usei vermelhas)
3 chávenas de açúcar
1 colher de farinha Maizena
1 e 1/2 chávenas de água

Preparação:
Bata num liquidificador ( usei a Bimby) o ananás limpo com as pimentas também limpas e uma chávena de água até ficar uma mistura homogénea. Depois leve ao lume numa panela alta com o açúcar ( quando a mistura ferve sobe muito). Ferva durante 40 minutos até diminuir um pouco.
Dissolva a Maizena na restante água e junte à mistura anterior. Ferve mais um pouco ( 10 minutos +-) até cozer a farinha. Deixe arrefecer e guarde no frigorífico para ficar bem consistente.













































































A cor é vibrante e muito bonita. É delicioso! Espero que gostem também.








terça-feira, 22 de Julho de 2014

Gelado de caramelo ( burnt sugar icecream)

Este foi mais um desafio do grupo do Facebook " Dorie às sextas". Não tenho máquina de gelados,mas mesmo assim, este ficou bem cremoso , macio e sem cristais de gelo. Claro que fiz o meu na Bimby e vou deixar aqui as duas versões: a "tradicional", proposta pelo grupo e a minha ( bem mais prática) e feita na Bimby.


























Versão "tradicional":

1 chávena de açúcar
3 colheres de sopa de água
2 chávenas de leite gordo
1 chávena de natas
4 gemas de ovos grandes
1 pitada de sal
1 1/2 colheres de chá de extracto de baunilha

Misturar o açúcar com a água num tacho de fundo grosso. Levar a lume médio-brando até o açúcar se dissolver. Aumentar a temperatura e deixar ferver sem mexer até o xarope ficar cor de âmbar profundo, raspando de vez em quando os lados da frigideira com um pincel de pastelaria molhado e agitando o tacho em círculos. Dependendo do tamanho do tacho e da temperatura, poderá demorar cerca de 8 minutos até o caramelo atingir a cor desejada.
Neste ponto, baixar o lume e, com cuidado porque vai salpicar, juntar o leite e as natas. A mistura irá borbulhar fortemente e o caramelo vai endurecer, mas voltará a ficar suave à medida que se for aumentando o lume e mexendo. Continuar a aumentar o lume e a mexer até a mistura estar cremosa. Tirar do lume.


Numa taça resistente ao calor, bater as gemas com o sal até estarem bem misturadas e engrossarem um pouco. Sem parar de mexer, deitar muito devagar um terço da mistura de caramelo, o que irá temperar as gemas. Sem parar de mexer, adicionar lentamente o restante líquido. Colocar o creme no tacho e levar a lume médio, mexendo sem parar até engrossar um pouco e cobrir a parte de trás de uma colher. Estará pronto quando se passa um dedo na parte de trás da colher e o creme não escorre (entre 76º e 82º num termómetro para doces). Retirar imediatamente do calor e colocar o creme num recipiente com cerca de dois litros. Misturar o extracto de baunilha.

Refrigerar o creme até estar bem frio. Colocar a mistura na máquina de gelados e seguir as instruções do fabricante. Quando estiver pronto, colocar no recipiente final e levar ao congelador durante pelo menos duas horas.


Versão Bimby:

O caramelo é feito da mesma maneira, claro.

Na Bimby bater as gemas, velocidade 4, temperatura 37º, durante 5 minutos. Com a máquina em movimento, mas sem calor, acrescentar um pouco do caramelo para temperar as gemas. Sem parar de mexer, acrescentar o restante líquido. Programar 10 minutos, temperatura 70º, velocidade 3.Juntar o extrato de baunilha. Deixar arrefecer e colocar no recipiente de gelado . Meia hora depois, bati o gelado para evitar que se formassem cristais de gelo ( mas depois confesso que não tive mais paciência e deixei-o congelar, de  um dia para o outro).













































































Foi muito apreciado cá em casa. Espero que gostem também.

sexta-feira, 11 de Julho de 2014

Bolachas " Magic in the middle"

Gosto muito de fazer bolachas e a pretexto de ter cá o meu filho e de precisar de o mimar ( empanturrá-lo de comida) resolvi experimentar esta receita e com ela participar no desafio do grupo do Facebook " vamos fazer bolachas", cujo tema para este verão é precisamente bolachas recheadas.



























Receita tirada daqui:

Ingredientes:
1 e 1/2 chávenas de farinha
1/2 chávena de cacau
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 chávena de açúcar
1/2 chávena de açúcar mascavado
120 gr de manteiga
1 colher de sopa de manteiga de amendoim
umas gotas de baunilha
1 ovo grande

RECHEIO:
3/4 de chávena de manteiga de amendoim
3/4 de chávena de açúcar em pó


Massa: peneirar a farinha, o cacau e o bicarbonato. Reservar. Na batedeira (ou na Bimby) bater os açúcares, a manteiga e a manteiga de amendoim até ficar um creme fofo. Juntar a baunilha e o ovo e bater até combinar os ingredientes.

Recheio: misturar a manteiga de amendoim com o açúcar e , com as mãos enfarinhadas, moldar pequenas bolinhas.

Modelar as bolachinhas: com uma colher de sopa , retirar um pedaço da massa, fazer uma pequena pressão ao meio e colocar aí a manteiga de amendoim. Envolver a massa das bolachas na manteiga de amendoim.
Atenção: não usar a manteiga de amendoim sozinha, porque não resulta.

Colocar as bolachas num tabuleiro forrado com tapete de silicone. Untar a base de um copo e pressionar as bolachas, achatando-as .
Cozer as bolachas em forno pré-aquecido a 180º durante 10 minutos. Retirar do forno e deixar arrefecer completamente .






Espero que gostem.



quarta-feira, 9 de Julho de 2014

Lulas deliciosas

Esta foi uma estreia para mim. Nunca tinha feito lulas, mas o meu filho adora! Resolvi então experimentar a receita da minha querida amiga Maria Rosa ( Saberes com sabores) e, por engraçada coincidência, também ela hoje publicou uma receita que tinha visto no meu blog. A vida tem destas coisas! Cá em casa as lulas mereceram rasgados elogios e já me pediram para as repetir, o que é sempre bom sinal. A receita original podem ver aqui .


Ingredientes:
1 kg de lulas limpas e cortadas em argolas grossas
1 cebola grande bem picadinha
2 dentes de alho
1,5 dl de azeite
1 folha de louro
2 dl de vinho branco
2 dl de leite
1 gema
1 colher de sopa de farinha de trigo
1 colher de sopa de manteiga
1 raminho de salsa
sal qb



Preparação:
Refogar a cebola, os alhos picados e a folha de louro no azeite. Juntar o sal e a salsa. Deve ficar tudo bem apurado. Quando a cebola tiver alourado nas extremidades, adicionar as lulas bem escorridas. Não leva mais sal. Baixar a temperatura para o médio. Tem que se ir verificando a cozedura.

(Usei lulas médias e congeladas e cozinhei-as  durante 30 a 40 minutos. A meio da cozedura, juntei o vinho branco).

A etapa seguinte só se inicia quando tudo estiver pronto para ir à mesa. Deite a gema ( à temperatura ambiente) no copo de leite  e, com um garfo, dissolva-a e reserve.

Leve ao lume a manteiga, deixe derreter e adicione a farinha. Envolva e deixe ferver levemente e vá mexendo para ganhar cor.


Leve a panela ao lume e aqueça bem. Adicione a gema com o leite e envolva bem, sem levantar fervura. 
Só falta acrescentar a última preparação. Estando com um tom  canela ( a minha ficou bem mais "pálida") , deita-se sobre as lulas. Após esta adição, vai haver uma pequena efervescência mas, com o lume moderado, mexa envolvendo bem. Quando aparecer o início da fervura, retire imediatamente do lume e verta para a travessa. Salpique com salsa finamente picada.

Nota: após a adição da gema, não deve ferver para que a textura aveludada do molho não se altere.


Como já disse , cá em casa gostaram imenso destas lulas. Espero que gostem também.





.

sábado, 5 de Julho de 2014

Torta Paradiso con mascarpone

A chegada do meu filho para vir passar as suas férias de verão foi o pretexto para experimentar este bolo. Com ele também faço a minha estreia no grupo do Facebook " Quinze dias com...". O convidado desta quinzena é Antonio Carluccio. Confesso que nunca tinha ouvido falar dele,mas é por isso que esses desafios são tão enriquecedores. Fui pesquisar na net e escolhi este bolo por ser simples  e fácil de se fazer, tal como eu gosto.

 Ingredientes:
250 gr de manteiga à temperatura ambiente
250 gr de açúcar
4 ovos grandes
1 colher de chá de baunilha ( usei umas gotas)
225 gr de farinha com fermento
25 gr de farinha Maizena ( usei Custard)
1 colher de sopa de farinha sem fermento

Bate-se a manteiga com o açúcar até formar um creme. Adicionam-se os ovos, um a um. Acrescentam-se os restantes ingredientes. Vai ao forno pré- aquecido a 180º, numa forma untada e forrada com papel vegetal, durante 30 a 35 minutos.


Recheio: 
300 gr de mascarpone ( usei uma embalagem de 250 gr)
50 gr de açúcar em pó
umas gotas de baunilha
2 colheres de sopa de geleia de framboesas

Bate-se o mascarpone com o açúcar e a baunilha até ficar cremoso.

Corta-se o bolo ao meio. Numa metade espalhar a geleia de framboesas. Cobrir com o creme de mascarpone. Sobrepor a outra metade. Enfeitar com açúcar em pó.
Nota: a receita não pedia, mas coloquei algumas framboesas por cima do mascarpone.






Resultado: uma verdadeira delícia que foi muitíssimo apreciada. Espero que gostem também.